Dinheiro e celular roubados da vítima foram recuperados. Foto: PM
  • Compartilhe no Facebook

Dinheiro e celular roubados da vítima foram recuperados. Foto: PM

Um homem de 56 anos foi vítima de latrocínio (roubo seguido de morte) em São João, no sudoeste do Estado. O crime ocorreu na noite de sexta-feira (06), na comunidade de Cruzeirinho.

A vítima, Nelson Miserski, foi encontrado por populares ainda com vida. Ele apresentava ferimentos na cabeça e foi levado ao hospital de São João. O homem estava caído a poucos metros de seu veículo, um Gol com placas de São João.

Por conta da gravidade dos ferimentos, Nelson foi transferido à Pato Branco, mas não resistiu e morreu antes mesmo de chegar ao hospital. O corpo dele foi recolhido ao IML.

Acusado está preso

Lucas Antonio dos Santos, 20 anos, acusado pelo crime está preso.
  • Compartilhe no Facebook

Lucas Antonio dos Santos, 20 anos, acusado pelo crime está preso.

Pouco depois de atender a ocorrência no interior, a Polícia Militar recebeu uma informação anônima apontando como acusado pelo crime Lucas Antonio dos Santos, 20 anos, residente em São João. O rapaz foi encontrado em sua residência e confessou o crime, sendo conduzido a Delegacia de Polícia de São João.

Em depoimento ao delegado Leonardo Guimarães, o rapaz disse que estava em um bar da cidade ingerindo bebida alcoólica em companhia de Nelson, que teria lhe oferecido carona para ir embora. No entanto, durante o trajeto, a vítima teria convidado Lucas para ir até um bar na cidade de Itapejara D´Oeste e ainda teria começado a passar a mão em suas pernas e bunda. A atitude de Nelson deu origem a um desentendimento entre ambos e Lucas se utilizou de um pedaço de madeira para acertar o amigo. Segundo ele, foram cinco golpes na cabeça.

O delegado no entanto não acredita nessa versão, visto que na casa de Lucas foi encontrado em baixo do colchão dele o aparelho de telefone celular da vítima e uma quantia em dinheiro. Lucas foi autuado em flagrante pelo crime de latrocínio e encontra-se recolhido na carceragem provisória da 5ª Subdivisão Policial de Pato Branco.