Em entrevista no final da manhã desta terça-feira (21), o tenente do 21º Batalhão de Polícia Militar Rodrigo Coentro, revelou detalhes do motim registrado na Penitenciária Estadual de Francisco Beltrão no início da manhã, no horário do café. Conforme ele, a PM foi acionada pelos Agentes Penitenciários por volta das 06h40 e rapidamente equipes que estavam na Batalhão e a Rotam se mobilizaram para auxiliar na segurança do presídio. No local foi constatado que 24 presos de uma das galerias do bloco 3 estavam fora das celas tentando provocar uma rebelião na unidade.

Inicialmente foi dado voz de abordagem, mas os detentos não obedeceram a ordem e os policiais então fizeram uso de munições não letais (balas de borracha e gás lacrimogêneo).  Com auxílio de dezenas de policiais toda aérea interna e externa da Penitenciária foi tomada e a situação controlada. O oficial afirma que nenhum policial ou agente ficou ferido, apenas os detentos que foram atingidos pela munição de borracha. Os feridos receberam atendimento por parte do Corpo de Bombeiros.

Enquanto isso, com reforço do Batalhão de Pato Branco e da Polícia Civil, é realizada uma operação bate grade com objetivo de conter os ânimos dos mais de mil presos recolhidos atualmente na unidade. Tudo é acompanhado de perto pelo promotor de justiça Fabricio Trevisan de Almeida; pelo diretor da Penitenciária Joabe Barbosa e representantes da comissão de direitos humanos.

Durante a tarde a direção da Penitenciária Estadual deverá se manifestar sobre o fato. O diretor geral do sistema penitenciário do Paraná também estará em Francisco Beltrão.