Objetos apreendidos foram entregues à Polícia Civil. Foto de divulgação
  • Compartilhe no Facebook

Objetos apreendidos foram entregues à Polícia Civil. Foto de divulgação

Mais uma vez perspicácia dos policiais militares que fazem a guarda da Penitenciária Estadual de Francisco Beltrão, no Sudoeste do Estado, evitou que presos da unidade fossem beneficiados com celulares e drogas. Durante a madrugada desta quarta-feira (22), com apoio de Agentes Penitenciários, os policiais perceberam a movimentação de três pessoas nas proximidades do muro do presídio, os quais pretendiam arremessar objetos para o interior da penitenciária.

Objetos estavam dentro de litros pet. Foto de divulgação
  • Compartilhe no Facebook

Objetos estavam dentro de litros pet. Foto de divulgação

Um dos PMs efetuou quatro disparos na direção dos suspeitos, que fugiram para um matagal e não foram encontrados. Perto do presídio foram encontrados 24 aparelhos celulares, baterias, carregadores, chips, fita crepe, brocas, isqueiros, serras de cortar ferro, papel carbono, fios de cobre, moedas, pendrives, mais de 30 pacotes de fumo, uma bucha de cocaína, um tablete de maconha e dois litros de bebida. Os objetos foram apreendidos e entregues na 19ª SDP para os procedimentos.

O serviço de inteligência da Penitenciária Estadual está trabalhando em conjunto com a PM e a Polícia Civil para identificar os responsáveis por tais objetos. Essa é a segunda vez em menos de seis meses que esse tipo de situação é registrada nos arredores do presídio. Na primeira, quatro pessoas foram detidas.