A Polícia Civil de Palmas, sul do Paraná, instaurou inquérito para investigar um crime de estupro de vulnerável, envolvendo uma criança de 05 anos. O fato chegou ao conhecimento da autoridade policial na última semana quando o pai da criança procurou a Polícia.

Segundo informações colhidas junto à autoridade policial, a criança teria relatado o abuso à mãe, dizendo que o vizinho teria passado o dedo em sua vagina. Sabedores do fato, a família encaminhou a criança até o Hospital, a qual foi atendida e examinada por uma médica pediatra.

Posterior ao fato os pais da criança foram orientados a registrar um boletim de ocorrência, ao qual foi feito por volta das 21h do último sábado junto a 2° Cia de Palmas. De posse dos relatados apresentados pela criança e pelos pais, a Polícia Militar conduziu o acusado até a delegacia de Polícia ao qual foi ouvido e posteriormente liberado.

O RBJ entrou em contato com o delegado Juraci Lopes de Souza a respeito do caso. Segundo ele, o suspeito foi liberado por não ter provas suficientes do crime “Quem acompanhou o caso foi uma delegada de Plantão que estava respondendo por Palmas no final de semana e no entendimento da mesma não havia provas suficientes naquele momento para decretar a prisão do acusado em flagrante” disse Juraci.

O delegado disse que durante a semana várias pessoas foram ouvidas a respeito do caso e que a Polícia buscas provas para a comprovação ou não do crime. Para Juraci agora precisa esperar o resultado do laudo Técnico, o que deve sair na próxima semana, para tomar providências a respeito do fato.