Após trabalho de investigação a Polícia Federal apreendeu em Realeza, nesta quinta-feira (28), uma grande quantidade de palmito. O produto estava numa propriedade rural. Um homem que estava no local foi preso em flagrante.

Conforme a PF, o palmito pode ter sido extraído na reserva do Parque Nacional do Iguaçu. Imagens da Polícia Federal mostram a precariedade do produto e como era envasado.  

O palmito era comercializado em todo o estado. O local onde estava armazenado fica ao lado de um galinheiro o que significa que o consumo pode trazer sérios problemas de saúde. Duas pessoas ainda estão foragidas e são investigadas.

O homem preso no sitio foi levado à Delegacia da Polícia Federal em Cascavel e deve responder por crime ambiental, crime contra saúde pública e porte ilegal de arma de fogo, já que uma arma foi encontrada no sítio. A identidade do envolvido não foi revelada pela PF.