• Compartilhe no Facebook

Ação de desbloqueio na PR-180, trevo de acesso ao Verê. Foto: Reprodução Facebook

Exército, Polícia Militar, Rodoviária Estadual e Federal começaram na madrugada desta quarta-feira (30) uma operação para desmobilizar os acampamentos de caminhoneiros nas rodovias do Estado do Paraná. No Sudoeste, a ação acontece em 24 pontos em que os caminhoneiros haviam montado acampamento há 10 dias.

Em Francisco Beltrão, Exército e PM estiveram nos três locais de concentração, situados na PR -483 (Posto Panorâmico) e nos trevos de acesso a Itapejara do Oeste e Verê. Nesses, os comandantes conversaram com os caminhoneiros e pediram para que se retirassem. Não houve resistência e todos concordaram em desocupar os locais, liderando assim caminhões para circular livremente. O mesmo está sendo feito nos demais pontos de bloqueio da região: Pato Branco, São João, Verê, Itapejara do Oeste, Coronel Vivida, Chopinzinho, Mangueirinha, Pérola do Oeste, Capanema, Ampére, Realeza, Clevelândia, Palmas, entre outros.

  • Compartilhe no Facebook

Rodovia PR-280, em Clevelândia. Foto: Juliano Meyer

A partir dessa ação, caminhões podem voltar a circular pelas rodovias sem qualquer restrição. Dessa forma, a coleta de leite e a distribuição de ração para os produtores de aves deverá ser normalizado, minimizando os prejuízos. A mobilização dos caminhoneiros provocou desabastecimento e, no caso do Sudoeste, cerca de 5 milhões de aves deixaram de ser retiradas dos aviários para o abate. Isso somente dos integrados da BRF, que mantém unidades em Francisco Beltrão e Dois Vizinhos. Se somados aos demais frigoríficos da região, o prejuízo é bem maior. Além disso, os laticínios e os produtores de leite contabilizam enormes perdas, pois milhões de litros de leite foram descartados nos últimos dias.

  • Compartilhe no Facebook

Polícia Militar desmobiliza caminhoneiros no trevo de acesso à Itapejara do Oeste. Foto: Evandro Artuzi/RBJ