Por Evandro Artuzi 

Modesto da Cruz Licheski dos Santos e Marcos Roberto da Cruz Renke, acusados pela morte de Valdir de Oliveira, fato ocorrido no sábado (22), em um bar na cidade de Realeza, foram localizados pela Polícia Civil. Na oportunidade a dupla fugiu após a prática do crime em uma motocicleta, quando foram iniciadas diligências por parte das policiais Militar e Civil de Realeza, sendo os envolvidos localizados neste início de semana.
Durante interrogatório feito pelo delegado de Realeza, Matheus Araújo Laiola, Marcos confessou a autoria do homicídio, mas se reservou no direito de se manifestar somente em juízo. Também foi apresentada a arma usada no crime, um revólver calibre 38.
Conforme o delegado, sempre após um crime é necessária a identificação da autoria e o conhecimento da situação, por isso as policias Militar e Civil de Realeza trabalham incessantemente para encontrar os envolvidos, principalmente por se tratar de um crime contra a vida.
Matheus Laiola afirma que todos os homicídios registrados em Realeza e microrregião desde que assumiu a delegacia foram elucidados, com a prisão dos autores. Quanto a esse último, o inquérito policial deverá ser concluído e remetido ao Poder Judiciário até o final desta semana.

Moto recuperada
Na segunda-feira (24), um furto de motocicleta foi registrado em Realeza. Trata-se de um Honda NXR 150, que foi encontrada abandonada em uma propriedade no interior de Realeza. Investigadores da delegacia local realizaram diligências e localizaram a moto. Além disso, o autor do furto foi identificado e conduzido a delegacia de Realeza para as providências cabíveis em relação ao fato.