Por Evandro Artuzi 

 

A Polícia Civil de Francisco Beltrão já conseguiu elucidar todos os crimes registrados na cidade durante o final de semana. Foram três homicídios e um suicídio. O primeiro caso foi no sábado à tarde (20/08), na Rua Alagoas, envolvendo o casal Osmar e Leonete Vicenzi, encontrados mortos na lavanderia da residência.

Conforme a polícia, Osmar matou a esposa com dois tiros e depois cometeu suicídio, utlizando-se de um revólver calibre 38, encontrado e apreendido no local. A arma estava com cinco cartuchos, três deflagrados. Mesmo com as evidências apontando para um homicídio seguido de suicídio, foi solicitado laudo detalhado do Instituto de Criminalística, garante o delegado adjunto da 19ª SDP, João Luiz Miotto.

O segundo fato registrado foi no início da madrugada de domingo (21/08), na Rua São Cristovão, Bairro Pinheirão. O pintor Célio Testoni de Barros, 29 anos, foi morto com um tiro nas costas, após discutir com algumas pessoas num bailão. Os envolvidos na morte já foram identificados e devem se apresentar à polícia nos próximos dias.

Outro crime registrado no final de semana também aconteceu na madrugada de domingo (21/08). Na Avenida Porto Alegre, Bairro Alvorada, no estacionamento de um bailão, o pedreiro Antonio Lacerda, 44 anos, foi morto a facadas. Ele teria discutido e entrado em vias de fato com Wislon Alves de Oliveira, 41 anos, que desferiu os golpes. O autor do crime, que sofreu ferimentos, foi preso em flagrante.

Com o esclarecimento desses crimes, a Polícia Civil retoma as investigações para apurar a morte de Maria de Fátima Pires Pontes, 45 anos, assassinada a pedradas em Francisco Beltrão. O crime aconteceu às margens da PR 566, saída para Itapejara D´Oeste, possivelmente no dia 30 de julho. A vítima teve a cabeça praticamente esfacelada. Conforme o delegado, a colaboração da população é fundamental para elucidar o crime. Essa colaboração pode ser feita através dos telefones 197, ramal 04, ou 3524 – 6353.