Uma denúncia de crime ambiental foi verificada no último sábado, dia 28, pela Polícia Militar Ambiental de Francisco Beltrão, na cidade de Palmas. Na comunidade de Linha Fazenda Felipe, no interior do município, foi verificado o corte de 461 pinheiros araucárias nativos, espécie ameaçada de extinção.

Várias pessoas estavam no local, mas fugiram ao perceber a chegada da polícia. Algumas árvores eram centenárias e outras estavam em área de preservação permanente. Também foram cortadas 112 árvores nativas de outras espécies. Através de um veículo abandonado no local, a Polícia Ambiental conseguiu chegar ao responsável pelo crime, que mora no Bairro Klubege, em Palmas.

O mesmo foi conduzido à Delegacia de Polícia e vai responder por crimes ambientais, cujas penas podem chegar a seis anos de detenção, além de ser multado em R$ 250 mil. Também devem ser feitas diligências no intuído de identificar e punir outros envolvidos uma vez que a pessoa detida não quis repassar informações sobre o destino da madeira.