Dando sequência ao trabalho de fiscalização e preservação da fauna na região Sudoeste, a Polícia Ambiental de Francisco Beltrão fez uma nova apreensão de pássaros silvestres que eram mantidos em cativeiro. Na tarde de sexta-feira (11) foram encontradas 34 aves em Pato Branco, numa residência no Bairro São Cristóvão, e 13 aves em Francisco Beltrão, no Bairro Guanabara.

Entre as espécies apreendidas destacam-se mais uma vez canários terra, tico-tico rei, trinca-ferros, tiribas, azulões, um papagaio e até mesmo um cardeal, todos capturados na fauna regional e mantidos em cativeiro sem autorização do Ibama.

Conforme a polícia, algumas dessas espécies estão ameaçadas de extinção o que agrava ainda mais a situação. Os responsáveis pelas aves foram autu8ados em um termo circunstanciado e vão responder por crime ambiental, além do pagamento de multas.

Segundo o soldado Davi, da Polícia Ambiental, a documentação de apreensão é encaminhada ao Ministério0 Público e IAP (Instituto Ambiental do Paraná) para os procedimentos legais e cabíveis. Os pássaros apreendidos foram levados ao Pelotão da Polícia Ambiental para avaliação. Os que apresentaram condições foram soltos e os demais encaminhados ao Zoológico da Unisep, em Dois Vizinhos.

Fotos: Evandro Artuzi/RBJ