• Compartilhe no Facebook

Equipe responsável pela fiscalização, composta pelo soldado Ezequiel, soldado Jorge (em estágio), Sargento Paiva (comandante) e soldado Paiva. Foto: Evandro Artuzi/Extra FM

Materiais de pesca predatória e uma arma de fogo foram apreendidos pela Polícia Ambienta (Força Verde) no alagado da Hidrelétrica Salto Santiago, em Saudade do Iguaçu. As apreensões foram realizadas entre os dias 1º e 2 de abril durante patrulhamento aquático.

Conforme o comandante da equipe de fiscalização, sargento Paiva, foram apreendidos 1.675 metros de redes, 100 metros de espinhéis e dois covos (armadilhas). Além disso, numa embarcação abandonada por um homem que fugiu para um matagal foi encontrada uma espingarda calibre 36, com numeração raspada, e oito munições intactas. A arma foi entregue à Polícia Civil em Laranjeiras do Sul. Já os apetrechos de pesca foram recolhidos ao Pelotão da Polícia Ambiental em Guarapuava para posterior destruição.

Em entrevista à Extra FM, sargento Paiva, afirmou que a fiscalização em Saudade do Iguaçu aconteceu após o recebimento de denúncias anônimas de moradores ribeiros e também de integrantes de associações de pescadores, que prezam pelo lago e não desejam o fim das espécies de peixes. Para denunciar, basta entrar em contato com o posto da Polícia Ambiental mais próximo ou ainda através do 181.Todas as denúncias são mantidas em sigilo.

Ouça entrevista…

Imagens: Polícia Ambiental 

Polícia Ambiental apreende arma de fogo e apetrechos de pesca em Saudade do Iguaçu Materiais de pesca predatória e uma arma de fogo foram apreendidos pela Polícia Ambienta (Força Verde) no alagado da Hidrelétrica Salto Santiago, em Saudade do Iguaçu. As apreensões foram realizadas entre os dias 1º e 2 de abril durante patrulhamento aquático.Conforme o comandante da equipe de fiscalização, sargento Paiva, foram apreendidos 1.675 metros de redes, 100 metros de espinhéis e dois covos (armadilhas). Além disso, numa embarcação abandonada por um homem que fugiu para um matagal foi encontrada uma espingarda calibre 36, com numeração raspada, e oito munições intactas. A arma foi entregue à Polícia Civil em Laranjeiras do Sul. Já os apetrechos de pesca foram recolhidos ao Pelotão da Polícia Ambiental em Guarapuava para posterior destruição.Em entrevista à Extra FM, sargento Paiva, afirmou que a fiscalização em Saudade do Iguaçu aconteceu após o recebimento de denúncias anônimas de moradores ribeiros e também de integrantes de associações de pescadores, que prezam pelo lago e não desejam o fim das espécies de peixes. Para denunciar, basta entrar em contato com o posto da Polícia Ambiental mais próximo ou ainda através do 181.Todas as denúncias são mantidas em sigilo. Imagens: Polícia Ambiental

Posted by Extra 107 on Wednesday, April 3, 2019