O destacamento da Polícia Militar em General Carneiro, sul do Paraná, sofreu invasão na noite de ontem(16). A situação deixou a equipe em alerta até a apreensão do acusado. Vários equipamentos de uso policial foram danificados. Em outra ocorrência, os policiais foram cercados e atacados com paus e pedras por trinta pessoas. Reforço policial foi acionado para conter ações criminosas no município.

Enquanto policiais atendiam uma ocorrência um homem pulou o muro do Destacamento quebrou uma janela lateral e no interior do prédio do DPM, destruiu uma impressa e promoveu desordens e se feriu deixando marcas de sangue pelo chão.

Moradores que presenciaram a ação relataram o fato aos policiais que logo realizaram a abordagem ao suspeito, que trafegava desorientado em via pública apenas de calção. Identificado ficou constatado que o mesmo apresentava problemas mentais e vários ferimentos, inclusive uma fratura numa das pernas. Após ser levado para atendimento local, o homem(30) foi encaminhado para hospital em Campo Largo para procedimento cirúrgico.

Em ocorrência anterior, por volta das 17h00, policiais sofreram ataque enquanto executavam ação de prisão em flagrante, no Bairro São João. Conforme publicou o site GDN, a equipe foi até o local para conter uma briga generalizada. Ao chegar no endereço encontrou um rapaz de posse de dois facões. Após voz de prisão aproximadamente 30 pessoas cercaram a viatura e lançaram pedras e madeira contra os policiais. Para conter a ação e proteção da integridade física, efetuaram disparos de arma de fogo para alto interrompendo o ato.

No retorno ao Destacamento, a guarnição foi abordada por outros dois homens que relatavam um roubo em via pública, num valor de R$ 1.236,00. Também apontaram que o acusado ainda danificou o veículo em que se encontravam com chutes e golpes de facão na porta dianteira. Apontaram como um dos suspeitos, o rapaz que havia sido detido poucos minutos antes e que se encontrava na viatura policial e outras pessoas.

Diante do risco, foram acionadas equipes de apoio de União da Vitória para busca aos demais acusados o que não foi possível durante a operação. O detido por porte de arma acusado de roubo foi encaminhado para a 4ª SDP de União da Vitória.