Por Evandro Artuzi

Algumas mudanças foram promovidas recentemente pela chefia do Instituto de Criminalística do Paraná quanto aos atendimentos realizados pelas seções técnicas do interior. Uma das mudanças está relacionada ao trabalho de plantão com atendimento em locais de morte. Conforme ordem de serviço do diretor geral do Instituo, os plantões têm autorização para atender apenas locais de crime distantes cerca 50 km da sede.

Na área de atuação da seção de Francisco Beltrão, somente serão prestados atendimentos em Dois Vizinhos, Enéas Marques, Flor da Serrado Sul, Itapejra D´Oeste, Manfrinópolis, Marmeleiro, Nova Esperança do Sudoeste, Pato Branco, Renascença, Salgado Filho, Salto do Lontra, Verê e Vitorino.

Nas demais cidades são descartados os serviços dos peritos nos horários de plantão, isso devido a falta de efetivo em todo o Paraná. O Perito Patrick de Souza, chefe da seção de Francisco Beltrão, confirmou a determinação. Apesar disso, o perito garante que ninguém será prejudicado.

Os demais trabalhos periciais continuam acontecendo normalmente nos 42 municípios do Sudoeste. Para isso os delegados de polícia, juízes ou promotores devem fazer a solicitação do serviço através de ofício.