O Placar 98 da Rádio Onda Sul FM está no ar há mais de 7 anos sob o comando do jornalista Everton Leite. O programa, que destaque todos esportes, vai ao ar de segunda à sábado a partir das 11h. Com duração igual ao primeiro tempo de uma partida de futebol tem como diferencial, a descontração, sem deixar de lado a responsabilidade e seriedade com a informação.

Everton Leite, apresentador do Placar 98, exibe a camisa que será sorteada. Foto de divulgação
  • Compartilhe no Facebook

Everton Leite, apresentador do Placar 98, exibe a camisa que será sorteada. Foto de divulgação

Finalizando mais um ano de sucesso, o programa vai presentear um ouvinte com a camisa oficial da Chapecoense. Para concorrer, basta curtir e compartilhar em modo público o vídeo da música ‘Heróis de Verde’ utilizando as hashtags #Placar98 e #ForçaChape. A escolha do vídeo para a promoção é uma forma de homenagem disse o apresentador do programa, Everton Leite.

“Como jornalista apaixonado por esportes, não tenho palavras para expressar o que senti e sinto com a tragédia envolvendo a Chapecoense. Dias de muita tristeza, mas sempre com a certeza de que conseguiremos superar. A música se tornou um hino, pois lembra que não vamos esquecer os nossos ‘Heróis de Verde’ e não vamos desistir”.

Juliana Raddi, autora da canção 'Heróis de Verde". Foto: Reprodução Facebook
  • Compartilhe no Facebook

Juliana Raddi, autora da canção ‘Heróis de Verde”. Foto: Reprodução Facebook

A música foi escrita por Juliana Raddi, comunicadora da Rádio Onda Sul FM,  que se sensibilizou com a notícia do acidente envolvendo jogadores e comissão técnica da Chape, bem como colegas de imprensa.

“Eu acompanhava os noticiários e assim como a maioria dos brasileiros não consegui conter as lágrimas. Em meio a tristeza, começou uma melodia na minha cabeça, era uma música. Como nunca cantei, não toco nenhum instrumento, não dei muita atenção, mas não parava de pensar na melodia e a letra, foi então que peguei o notbook e escrevi”. A acadêmica de Letras contou com a ajuda de colegas para dar seguimento a canção, “na hora que escrevi, chamei o Júlio Cézar Leonardi e pedi ajuda, ele prontamente olhou a letra, disse qual seria a melhor parte para o refrão, alteramos duas frases de lugar e para minha surpresa a música estava pronta. No outro dia o Julio César Ambrosini e o Marco Antônio Tesser nos ajudaram a ensaiar pela primeira vez. Eu disse como era a melodia que estava na minha cabeça e eles conseguiram transmitir exatamente o que eu estava pensando. Gravamos um áudio de voz e violão para não esquecer como tinham ficado as notas”, o próximo passo foi trabalhar na produção da música e do vídeo para divulgação. “Entrei em contato com o Renato Tesser e ele trabalhou nos arranjos e na produção da música. Depois de ouvir a música pronta, pedi ajuda do Romiel Gralak da RG2 Produções para produzir um vídeo que transmitisse a emoção da música, ele topou na hora e o resultado ficou fantástico, foi emocionante quando assisti pela primeira vez, minha primeira composição, realmente escrita com o coração. ”

O intérprete da canção Renato Tesser, citou o primeiro contato com a música. “A partir do momento que ouvi percebi que tinha começo, meio e fim e muito fundamento. Já veio com uma composição madura, com letra bem colocada, na hora pensei, podemos fazer algo que as pessoas vão gostar de ouvir”.