• Compartilhe no Facebook

O palmense, Maicom Weber, 34, foi condenado a 30 anos de prisão, em regime fechado, pelo assassinato do taxista, Adilson Coletto, 46 anos, no último mês de agosto.  A sentença foi proferida nesta semana pelo Juízo da Comarca de São Lourenço do Oeste, Santa Catarina. O Judiciário acatou  requerimento do Ministério Público para aplicação de pena máxima pelo crime de latrocínio.

  • Compartilhe no Facebook

O taxista foi assassinado com um golpe de faca na altura do pescoço

O sentenciado confessou ter matado o motorista de Campo Erê. Foi detido um dia após o crime com o carro e cartões da vítima na cidade  de Palmas, sul do Paraná. Desde a prisão estava à disposição da Justiça no Presídio Regional de Xanxerê.

O corpo do taxista foi encontrado no interior do município de Jupiá, na tarde do dia 09 de agosto. A Polícia Civil catarinense realizou investigações e pediu a preventiva de Weber. O mandado foi cumprido em Palmas, há 90 quilômetros de onde ocorreu o crime.

  • Compartilhe no Facebook

O crime ocorreu quando o taxista, em 08 de agosto, levou o passageiro de Campo Erê para Santa Terezinha do Progresso. No fim da tarde avisou a um amigo que estaria retornando para a cidade, mas não foi mais visto.

O carro da vítima foi flagrado pelas câmeras de monitoramento da rodovia SC 480 em São Lourenço do Oeste, pela última vez.

Durante as investigações, a polícia descobriu que Weber adquiriu a faca antes mesmo de contratar o serviço do taxista. A pena será cumprida no presídio Regional de Xanxerê.