No início do próximo ano terá  iniciar uma mobilização das lideranças visando a instalação de uma nova Vara da Justiça na Comarca de Palmas, sul do Paraná. O trabalho com este fim já está sendo realizado internamente pelo Poder Judiciário. A necessidade foi constatada durante correição ordinária no mês de outubro.

A proposta foi divulgada na manhã desta quinta-feira(21) pela Juíza, Tatiane Bueno Gomes, durante o Programa Dinâmica 1050 da Rádio Club.“A expectativa é alta, eu sou muito esperançosa. Quero sonhar que vamos conseguir trazer essa melhoria para a população de Palmas”, destacou.

A perspectiva de instalação de uma nova Vara surgiu por sugestão do próprio corregedor-geral do Tribunal de Justiça do Paraná, Desembargador, Rogério Luiz Nielsen Kanayama, que ao analisar o elevado número de processos e a produtividade pelos juízes, sugeriu que fosse apresentado pedido de ampliação da estrutura do Judiciário local.

Diante disso, foram providenciados todos os levantamentos e ainda em janeiro essa solicitação deverá ser formalizada. Conforme a juíza,  será necessário a soma de esforços, além do Judiciário, dos Poderes Executivo, Legislativo, OAB e todas as demais forças políticas e sociais de Palmas e Coronel Domingos Soares. Com um parecer favorável da corregedoria, a Assembleia Legislativa votará um Projeto de Lei ampliando a estrutura e autorizando ao Tribunal de Justiça a designação de um novo juiz e serventuários para a Comarca.

Explicou a titular da Vara Criminal e da Infância e da Juventude, que somente sob sua responsabilidade, há mais de oito mil processos e que na Comarca atualmente são apenas dois juízes que não conseguem atender a demanda no ritmo que a sociedade espera. “ Vamos protocolar o pedido e com a união de todos vamos conseguir trazer esse benefício para a Comarca”, disse ela.

Lembrou que deverá ser tomado como exemplo a luta para a construção do novo fórum do TJ que deverá estar concluído em 2018, já contemplando espaço físico para abrigar a nova e maior estrutura judiciária.