Entre 2005 até o ano de 2016, a atual PR-912 – Rodovia Dom Agostinho José Sartori, ligando Coronel Domingos Soares a Palmas, no sul do Paraná, aparece em oito vezes no Orçamento do Estado, com verbas destinadas para obras de conservação, melhorias e pavimentação do trecho de 17 km, parte da rodovia que ainda não conta com cobertura asfáltica. Apesar de constar de documentação da projeção orçamentária, nenhum centavo foi aplicado para a pavimentação do estradão de terra nos últimos 10 anos

O Governo do Estado divulga a LOA (Lei Orçamentária Anual) a partir do Orçamento proposto para 2005, ano em que o Executivo propunha destinar R$ 20 mil e a inclusão do trecho de 17 Km entre a Ponte do Chopim e a sede do município domingossoarense no programa Boa Estrada.

No ano seguinte, o Governo colocava em seu orçamento R$ 2,3 milhões para a implantação e melhorias da então rodovia municipal de Coronel Domingos Soares. Já em 2007, o montante que o Governo pretendia investir na estrada era um pouco mais “graúdo”: R$ 14 milhões, para pavimentação do trecho Ponte do Chopim-Coronel.

Em 2008 a promessa era de R$ 463 mil e em 2009, R$ 100 mil. Entre 2010 e 2011, a 912 nem passou pela lembrança dos governantes, voltando a ser citada em 2012, com a intenção de destinar R$ 1,7 milhão para, conforme a Lei 17.012/2011, “Pavimentar acesso a ao Município de Coronel Domingos Soares (Não Iniciado)”.

Nos dois anos seguintes, novamente a rodovia ficou de fora dos planos estaduais, que justificava, a espera por recursos externos, através de empréstimos internacionais para tocar a obra. Para 2015, a esperança se renovava com os R$ 10 milhões a serem destinados para a “Execução de obras de pavimentação da estrada que liga Coronel Domingos Soares ao município de Palmas”. E agora, o Projeto de Lei 715/2015, a Lei Orçamentária Anual de 2016, promete R$ 3,2 milhões para, mais uma vez, pavimentar a PR-912. Segundo o projeto apresentado à Secretaria de Estado da Infraestrutura, a obra deverá custar cerca de R$ 50 milhões e o Estado aguarda a autorização do Governo Federal para a liberação de empréstimos por parte do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para, então, executar o serviço. A título de informação, considerando os orçamentos de 2005 até 2016, a PR-912 já “recebeu” mais de R$ 31,7 milhões para obras de melhorias e pavimentação.