A Patrulha Rural da 2ª Cia da Polícia Militar apreendeu duas pessoas, armas, munições e carne animal silvestre nesta terça-feira(29) em uma fazenda e em um bairro da cidade de  Palmas, sul do Paraná. A ocorrência foi registrada no fim da tarde, após denúncias de que a propriedade rural estava servindo de esconderijo para fugitivos da cadeia e reunião envolvidos com as práticas de caça e invasão a propriedades da região.

No local, a equipe abordou um homem e localizou um cartucho de espingarda, calibre 32. Na sequência, foi localizada a arma, que estava atrás da casa encostada em uma árvore. O abordado contou que pretendia matar um gavião e que o proprietário da espingarda era o arrendatário da área, que reside no perímetro urbano.
71e0428f-5095-493a-8d43-0a41e9953194
  • Compartilhe no Facebook

Policias iniciaram o levantamento detalhado e  foram  informados de que no interior da casa havia outros armamentos. Inicialmente foram encontradas munições e outra espingarda semelhante e, ainda, uma espingarda de pressão 5.5 sem comprovação de origem.Na geladeira estavam 21 quilos de carne de veado.

O abordado contou  que a caça pertencia a seu patrão, que nos últimos dias havia abatido dois animais da espécie. A prática ilegal ficou confirmado com a localização de um chamado pito para capturar tatu.

Policiais conduziram o detido até a cidade e buscaram o referido patrão, que ao ser localizado, também foi apreendido com base nos fatos narrados.  Ambos foram encaminhados à Delegacia de Polícia juntamente com os materiais apreendidos.