Em entrevista à Rádio Club de Palmas, sul do Paraná, na manhã de hoje (13), o senador pelo Estado do Paraná, Alvaro Dias (PSDB), um dos líderes da oposição no Congresso Nacional, discorreu sobre assuntos pertinentes ao Governo Federal e ao Estado do Paraná.

Segundo ele, o Brasil sofre com o sucateamento de setores essenciais, citando como exemplo, a greve dos policiais federais em Brasília. Enfatizou que, “esse sistema de atrair todos os partidos para a base aliada do Governo, a custa do dinheiro público, resulta no empobrecimento da administração, puxando para baixo a qualidade da gestão”. Questionado sobre os destaques positivos do Brasil, foi incisivo ao afirmar que “a única coisa boa é que esse governo está acabando”.

Na oportunidade, Dias também criticou o sistema de escolha de candidatos à presidência da República, que segundo ele, “está atrasado há uns 3 séculos”, demonstrando que mesmo não sendo o melhor para o Brasil, o senador Aécio Neves (PSDB) é o nome mais qualificado dentre as poucas opções. Informou ainda, que irá disputar a reeleição ao Senado Federal, onde ocupa uma cadeira há 20 anos.

Ao fazer uma avaliação sobre o governo do Paraná, reconheceu que existem dificuldades financeiras, mas destacou a capacidade de recuperação do Estado, citando o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do Paraná. Sobre a sua relação com o PSDB no Estado, Dias declarou que não possui uma base de apoio no Paraná, mas mesmo que tenha rompido laços políticos com o governador Beto Richa (PSDB), ele está trabalhando pelo Estado em diversas ações no Senado Federal. 

Ouça a entrevista na íntegra: