O papa Francisco anunciou nesta quarta-feira em Aparecida,  que voltará à Basílica de Nossa Senhora em 2017, ano em que se completará o aniversário de número 300 da descoberta da imagem da padroeira do Brasil.  Francisco fez o anúncio no final da missa celebrada do lado de fora do santuário e quando cumprimentava os cerca de 210 mil fiéis que assistiram ao ato. “Em 2017 voltarei”, disse o papa, falando em portunhol, aos fiéis, que  acolheram o anúncio com grande ovação.

Em 2017 também será o décimo aniversário da V Assembleia Geral do Episcopado Latino-americano e do Caribe (Celam).

Nessa assembleia, o então arcebispo de Buenos Aires e hoje papa Francisco redigiu o Documento de Aparecida, que marcou as linhas que devem ser seguidas pela Igreja Latino Americana no século XXI e a nova evangelização.

Nossa Senhora de Aparecida, de apenas 40 centímetros de altura e quatro quilos de peso, foi encontrada no dia 12 de outubro de 1717 no rio Paraíba por três pescadores que tinham sido enviados ao local para pescar pelo então governador de São Paulo e Minas Gerais, Pedro de Almeida. A imagem negra, de acordo com estudiosos é por causa da lama do rio e da fumaça das velas. Entretanto, segundo a tradição, Nossa Senhora é negra “porque quer estar ao lado dos oprimidos, dos pobres e dos excluídos, especialmente os negros escravos daquela época”.