por Ivan Cezar Fochzato

 

A palmense, Suzana Camargo Gomes, desembargadora do Tribunal Regional Federal da 3º região, pode ser indicada pela presidente da Republica, Dilma Roussef, como ministra do STJ(Superior Tribunal de Justiça).A magistrada integra lista tríplice juntamente com Néfi Cordeiro, do TRF da 4ª Região (TRF4), e Assusete Dumont Reis Magalhães, do TRF da 1ª Região (TRF1).

Os nomes serão encaminhados à presidenta da República, Dilma Rousseff, que indicará  um  para ocupar o cargo de ministro do STJ. O indicado será submetido à sabatina na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado Federal e, posteriormente, a referendo do plenário daquela Casa.

 

Natural de Palmas (PR), onde residem seus familiares,  a filha do primeiro advogado de Palmas, Joaquim José de Camargo, recentemente falecido, Suzana de Camargo Gomes, 55 anos, formou-se em Direito na Universidade Federal do Paraná. Possui mestrado em Ciências Jurídico-Políticas da Faculdade de Direito de Lisboa, Portugal. Antes de ingressar na carreira de juíza, por concurso público, Suzana Gomes atuou como advogada e foi procuradora do Estado do Paraná. Atualmente, é corregedora regional do TRF3.