Entre janeiro e setembro, o município de Palmas, sul do Paraná, registrou um aumento de 20,4% nos repasses do Governo do Estado referentes ao ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e de quase 40% referentes ao IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores), com relação ao mesmo período de 2014. Os dados são da Secretaria de Estado da Fazenda.

Nos nove primeiros meses de 2015, o município recebeu cerca de R$ 8,5 milhões através do ICMS, enquanto que no ano passado, o repasse chegou a pouco mais de R$ 7 milhões. Sobre o IPVA, o montante chegou a R$ 3,6 milhões neste ano, contra R$ 2,6 milhões em 2014. No total, somando os repasses sobre os dois tributos, o aumento foi de 25,4%, passando de R$ 9,7 milhões em 2014, para R$ 12,1 milhões neste ano.

Vale lembrar que o Governo do Estado encaminhou uma série de projetos à Assembleia Legislativa no inicio do ano, dentre os quais, matérias que aumentavam as alíquotas do ICMS em mais de 90 mil produtos e a elevação da alíquota do IPVA, passando de 2,5% para 3,5% do valor venal do veículo, o que representou um aumento de 40% no imposto. Penalizou o bolso dos contribuintes, mas reforçou os cofres das prefeituras.

Na microrregião de Palmas, o cenário não foi diferente. Na média geral, os cinco municípios – Coronel Domingos Soares, Clevelândia, Mangueirinha, Honório Serpa e Palmas, registraram um aumento de 21,2% nos repasses do ICMS e 39,4% no IPVA. Clevelândia foi o recordista no Imposto sobre Circulação, elevação de 37%. Por sua vez, Coronel Domingos Soares aumentou em 44,9% os repasses sobre o IPVA.