Os municípios de Palmas e Clevelândia, que deverão sediar duas praças de pedágio no projeto de concessão da PRC-280, no Sudoeste do Paraná, serão contemplados com 6 obras nos primeiros 11 dos 25 anos em que a rodovia estará sob responsabilidade da iniciativa privada. As projeções foram apresentadas em audiências públicas realizadas em Pato Branco e Francisco Beltrão, nesta semana.

Praças
  • Compartilhe no Facebook

Localizações das praças de pedágio

A praça de pedágio denominada P1 deverá ser instalada no Km 102 da rodovia, há cerca de 30 quilômetros do entroncamento com a BR-153, na região dos Campos de Palmas. Já a P2 estará no Km 180, entre Clevelândia e Mariópolis.

Nos dois primeiros anos de concessão, os trabalhos iniciais concentram-se na edificação das Bases de Serviços Operacionais, sendo que após a conclusão, entre o primeiro e segundo ano, já pode ocorrer a instalação de praças de pedágio.

No quinto ano, é prevista a remodelagem do trevo entre a PRC-280 e a SC-467/155, no Rincão Torcido. Nos oitavo e nono ano de concessão, os trabalhos concentram-se nos dois trevos de acesso ao município de Clevelândia e nos trevos da Tia Joana e da Codapar, em Palmas. Por fim, no ano 11, o trevo da Kaigang deve receber obras de adequação.

De acordo com o estudo apresentado pelo DER (Departamento de Estradas de Rodagem) e pelo Consórcio Caminhos do Sudoeste, baseado em valores levantados em 2015, os investimentos nos trabalhos iniciais, recuperação do sistema rodoviário, manutenção do sistema rodoviário, obras de ampliação de capacidade e aquisição de sistemas e equipamentos de operação ultrapassam R$ 1,6 bilhão.

Por sua vez, os custos e despesas operacionais, como serviços de atendimento aos usuários, conservação da rodovia, dos sistemas e equipamentos giram na casa de R$ 1,35 bilhão.

Uma das maiores preocupações expressadas pela população sudoestina é com relação ao valor da tarifa a ser praticada nas praças ao longo dos 285 quilômetros entre Realeza e Palmas. O valor limite apresentado foi de R$ 6,10, preço que poderá cair com o processo de concorrência pública.

Leia mais:

Conheça estudo para concessão da PRC 280 apresentado em Audiência em Pato Branco

Projeto de privatização de rodovias no Sudoeste foi tema de audiência pública na Amsop