A subestação da Copel em Palmas, sul do Paraná, já está recebendo a energia elétrica produzida pela PCH- Pequena Central Hidrelétrica Rondinha, instalada no leito do Rio Chapecó entre os Assentamentos Conquista dos Palmares, Maria Rosa e 13 de Junho, interior do município de Passos Maia/SC. O início da operação comercial foi autorizada pela Agência Nacional de Energia Elétrica – Aneel.

PCH Rondinha em construção.
  • Compartilhe no Facebook

PCH Rondinha em construção.

O órgão regulador liberou as duas unidades geradoras  totalizado 9,6 MW de potência instalada, sendo que a energia média produzida é de 6,12 MW. A usina conta com um círculo de geração contendo reservatório de regularização, tomada d’água, túnel de adução e uma casa de força, com duas turbinas.

As obras foram iniciadas em dezembro de 2012 e foi construída em parceria com sócios privados onde a Celesc Geração – Centrais Elétricas de Santa Catarina S.A- detém participação de 32,5% e o grupo investidor Atlantic os demais 67,5%.

passos maia
  • Compartilhe no Facebook

PCH Victor Adami

Para estar interligada ao Sistema Elétrico Nacional foi construída uma Linha de Transmissão de 34,5 KV com extensão de 27 quilômetros desde a casa de força da unidade em território catarinense até a subestação localizada na Rua dos Cainganges na cidade paranaense.

Além  desse volume, desde setembro de 2012,  a subestação de Palmas recebe também os 25 megawatts produzidos pela PCH Victor Baptista Adami, igualmente instalada no Rio Chapecó em Passos Maia, através de uma Linha de Transmissão com 26 quilômetros e capacidade de  138 KV.