Na última sexta-feira (15), o Movimento Palmas Desenvolvida (MPD) recebeu a visita do deputado estadual Husseim Bakri(PSC).Na oportunidade o parlamentar de União da Vitória ouviu as lideranças locais e manifestou apoio às reivindicações da Carta de Palmas.

No auditório da ACIPA – Associação Comercial e Empresarial acompanhado do Gerente da Regional da Emater, Cleacir Junior Dall Agnol e da Cohapar, Julio Adilson Pires, das respectivas regionais de União da Vitória, Bakri lembrou que até há alguns anos, Palmas pertencia a Amsulpar – Associação dos Municípios do Sul do Paraná justamente por suas características econômicas, sociais e políticas semelhantes aos dos municípios  daquela regional.

Avaliou que tanto a região de Palmas quanto a de União da Vitória apresentam problemas e demandas comuns e estão esquecidas pelos governos. “O município de Palmas com 136 e União da Vitória com 125 anos, ajudaram a fortalecer o Paraná. Nós desenvolvemos esse estado e hoje estamos abandonados”, disse Bakri. Para o deputado, toda esta região enfrenta uma série de restrições que impedem seu crescimento, além de estar distantes e desprovidas de incentivos tanto para o setor industrial.

Após ouvir as propostas da Carta de Palmas, o deputado assinou o documento se comprometendo a somar esforços para que o projeto de asfaltamento entre Coronel Domingos Soares e Palmas possa ser concretizado o mais rápido possível.

Após ouvir empresários  definiu que estará buscando a viabilidade da inserção de Palmas e demais próximos com vocação madeireira no contexto do Arranjo Produtivo da Madeira que envolve municípios no território denominado Médio Iguaçu, e que atualmente, abrange os municípios de União da Vitória, Bituruna, Cruz Machado, Mallet, Paula Freitas, Porto Vitória e Paulo Frontin, no Paraná, e Porto União, em Santa Catarina. O parlamentar frisou que é nestes municípios que tem e pretende estabelecer sua atuação politica de elo entre as demandas da população regional e os organismo do governo.

“Vou trabalhar em no máximo 25 municípios para poder fazer um bom trabalho”, disse Bakri. Defendeu que as lideranças de Palmas e região articulem agendas de trabalhos para que as propostas e projetos do Palmas Desenvolvida possam ser trabalhadores nas várias instâncias que forem necessárias.

LEIA MAIS SOBRE ARRANJO PRODUTIVO DA MADEIRA