A colheita da safra 2013/2014 de maçãs deve se intensificar a partir dessa semana em Palmas, sul do Paraná. A previsão é de que a produção alcance 13,5 mil toneladas, entre todas as variedades, um crescimento em torno de 10% em relação a safra passada. Em todo o estado a previsão é de que sejam colhidas 38 mil toneladas.

Conforme o presidente da Frutipar – Associação Paranaense dos Fruticultores, Ivanir Dalagnoll, neste momento os produtores estão iniciando a colheita da variedade Gala, que apresenta a maior área plantada no município. Posteriormente, vem as variedades tardias como a Fuji, que tem seu ciclo de colheita encerrado no início de junho.

Explicou que por conta de condições climáticas houve um pequeno atraso  no período de colheita  em relação aos anos anteriores. “ Na verdade não é um atraso. É o tempo certo por que tradicionalmente a variedade gala  tem seu ponto de colheita em fevereiro”, explicou

Conforme Dalagnol, com excessão de falta de coloração  do fruto ocasionado pelo excesso de calor, o tamanho e a sanidade está atendendo todas as expectativas dos produtores. “ Para que haja um fruto bem vermelho e chame atenção dos consumidores na hora da compra é preciso que haja variações acentuadas de temperaturas, com calor durante o dia e frio à noite e isso não ocorreu em Palmas neste momento de amadurecimento dos frutos”, explicou.

Outro fator que favoreceu a atividade foi que neste ano praticamente não houve registro de granizo sobre as lavouras, ao contrário dos anos anteriores,  em que vários pomares foram fortemente atingidos.