O município de Palmas, sul do Paraná, desde o dia 23 de novembro conta com aproximadamente 300 novos munícipes. Por decisão judicial 78 famílias do Assentamento Recanto Bonito, que residiam até então no município de General Carneiro mudaram de domicílio. A nova territorialidade foi estabelecida com base em levantamento do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, ficando determinado que o assentamento está sobre território palmense e não do vizinho município.

A comunidade está a uma distância de aproximadamente cem quilômetros de Palmas e por essa dificuldade de acesso o município buscou, sem êxito, um convênio com General Carneiro, há  40 quilômetros da comunidade,  para a continuidade dos serviços públicos de saúde, educação, infraestrutura, dentre outros,  mediante a transferência mensal de recursos financeiros.

Conforme o advogado da prefeitura, Rudimar Rinow, diante da impossibilidade,  o poder público de Palmas  assumiu a responsabilidade de atuação direta. Conforme ele, todos os departamentos foram comunicados sobre a ampliação do município, tendo o setor de saúde já encaminhado médico para atendimento à população de sua nova comunidade