MAGAZINE DE NATAL EXCLUSIVIDADE RBJ.COM.BR

Palmas conta com Plano Estratégico de Desenvolvimento

por Redação RBJ em 9 de dezembro de 2015 16:51
por Redação RBJ em 9 de dezembro de 2015 16:51

DSC_0041
O Movimento Palmas Desenvolvida, através da Gerência de Economia, Fomento e Desenvolvimento da FIEP – Federação das Indústrias do Estado do Paraná, apresentaram na noite desta terça-feira (08) o Plano Estratégico de Desenvolvimento de Palmas/PR, com ações de curto, médio e longo prazos previstos para os próximos 15 anos. As grandes áreas de intervenção, apontados no documento, são a Educação, Desenvolvimento Urbano, Emprego/Renda e Saúde. O trabalho de apontamento das demandas foi realizado por representantes das 36 entidades da sociedade civil e poder público palmense que se reuniram em grupos temáticas, a partir de seminários, oficinas e plenárias nos últimos seis meses.

14

O objetivo principal é estabelecer um processo contínuo de ações para que o município, até 2030, esteja numa condição econômica e social de Alto Desenvolvimento melhorando suas condições de qualidade vida e elevando seus indicadores que hoje o colocam numa escala de moderado desenvolvimento. O Plano está organização a partir da Missão e Visão do Movimento; Metodologias e Ferramentas; Reivindicações e Demandas; Estrutura e Governança; Linhas e Diretrizes; Eixos Estratégicos.

Para a Saúde estão estabelecidas ações pelo Poder Publico e Movimento para que a cobertura em Atenção Básica em Saúde alcance a totalidade da população; Fortalecimento da rede de Urgência/Emergência; e Ampliação do sistema de esgoto sanitário.

No eixo Educação – Melhoria na infraestrutura para elevar a qualidade escolar em 10% ao ano e crescimento de 0,1 no IDEB a cada dois anos. Prevê ainda a correção dos índices de distorção idade/série, abandono escolar; acompanhamento da frequência e rendimento escolar com a meta de diminuir em 50% a evasão até dezembro do próximo ano. Ainda neste setor ações direcionadas ao ensino Médio e Superior, parcerias entre escola e empresas, implantação e/ou fortalecimento de universidades para manutenção e ampliação dos cursos superiores no município.

10

Para o Desenvolvimento Urbano a meta é a criação do Instituto de Pesquisa e Planejamento (IPPUP). Para isso serão desenvolvidas ações para elaboração do Projeto e a criação de lei para sua instituição no município

O eixo do Emprego e Renda elencou como prioridade a implantação de Incubadoras Empresariais; Lei de Tecnologia e Inovação, para que até março do próximo ano já estejam incubadas pelo menos oito empresas. Neste mesmo segmento estão previstas o Condomínio Industrial; Parque Industrial e Infraestrutura e Logística (estradas, pontes, energia), a partir de um diagnóstico até dezembro do próximo ano.

Para o incentivo fiscal para madeira e erva-mate deverá ser realizado um levantamento e sensibilização já no início do próximo ano. A meta também é aumentar em 25% – até junho de 2016 – a produção suínos, aves, leite e carne.
Outra demanda é incentivar a criação de uma Cooperativa da Fruticultura que possa estar dinamizando as ações da Codapar, aumentando sua capacidade produtiva da estrutura existente e ampliação em 50% a oferta de empregos no local até meados do próximo ano.

Além das ações dos eixos constam do Plano alguns projetos que já estão sendo desenvolvidos a partir da Escola de Líderes, tais como, Turismo – City Tour Palmense; Renda – Feira Noturna; Educação –Educação Empreendedora nas escolas municipais.

O Planejamento também já estabeleceu um cronograma prevendo ajustes nos planos de ação; entrega do documento referência; execução e acompanhamento das ações. A  revisão do Planejamento Estratégico deverá ocorrer em 2017.

Os comentários para esta matéria estão desabilitados. Caso deseje comentar sobre este conteúdo, fique a vontade em utilizar o botão do Facebook logo no inicio da matéria para compartilhar seus comentários através de seu perfil na rede social.
Compartilhar