por Ivan Cezar Fochzato

 

Em menos de dez minutos e com poucas pessoas em plenário, foi realizada  na tarde de ontem(06) a sessão extraordinária que votou o Projeto de Lei que altera a Lei Orgânica do Município, fixando em treze as vagas de vereadores na Câmara de Palmas, a partir do exercício que inicia em primeiro de janeiro de 2013. Apenas com o voto contrário  o projeto foi aprovado em segunda votação favorável.

 

A primeira já havia ocorrido em 26 de setembro, onde também a votação obteve o mesmo resultado.A sessão estava prevista para às 15h00, que foi atrasada em quinze minutos, onde então, o presidente da mesa diretora, César Pacheco Batista, abriu os trabalhos e solicitou ao secretário, vereador Claúdio de Oliveira que fizesse a leitura dos documentos. Logo na sequência já houve a votação.

O presidente César Pacheco Batista, disse que agora haverá a publicação da lei nesta sexta-feira  dentro do prazo que determina a legislação, para que nas eleições de 07 de outubro de 2012 possam ser eleitos os treze novos membros da casa, seguindo o limite máximo de vagas definidos pela PEC(Proposta de Emenda Constitucional) número 58 de setembro de 2009.

 

 

Votaram a favor da elevação os vereadores Claudio de Oliveira(PR), Nestor Mikilita(PDT); Vilmar Borges(PDT), Joana Darc Franco de Araujo(PPS) e Nilo Deitos(PPS). O voto contrário, em duas votações, ocorreu por parte do vereador Leonardo Maito(PSDB). O vereador César Pacheco Batista, que já havia manifestado posição favorável a novas vagas, só votaria se houve empate em votos.