O município de Palmas, sul do Paraná, ainda não atingiu a meta de vacinação contra a poliomielite e contra o sarampo. A campanha nacional termina na próxima sexta-feira (28) e segundo o setor de imunização do Departamento de Saúde, mais de duas mil crianças ainda não foram imunizadas.

A vacinação contra a pólio, popularmente conhecida como paralisia infantil, é obrigatória à todas as crianças com idade entre 06 meses e 5 anos. Segundo o setor de saúde, 3 mil crianças já tomaram a vacina, porém, 2,1 mil ainda precisam ser imunizadas. A pólio é uma doença infectocontagiosa, que pode causar sérias lesões, levando à paralisia irreversível.

Contra o sarampo, vacina destinada à crianças com idade entre 1 e 5 anos, cerca de 800 vacinas ainda devem ser aplicadas. O Sarampo é uma doença de grande contagiosidade, e por conta disso, é preciso apostar na Campanha de Seguimento, que é voltada não só para quem está com o calendário vacinal atrasado, mas como um reforço para quem já tomou, pois muitas vezes o indivíduo não criou imunidade. Para ambas as doenças, a única forma de prevenção é por meio da vacina.

O Departamento de Saúde orienta aos pais e responsáveis para que levem as crianças às unidades de saúde, lembrando que é uma responsabilidade dos pais e um direito da criança ser imunizada.