O pagamento do Seguro Obrigatório para vítimas de acidentes de trânsito (DPVAT) mudou de datas. Antes, era quitado junto com o licenciamento do veíuculo, a partir de agosto – o vencimento dependia do último número de cada placa. Agora, por determinação federal, vencerá junto com o calendário de pagamentos do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). O proprietário do veículo não recebe nenhum aviso sobre isso.

Ao contrário do IPVA, cujo carnê é enviado à casa do dono do veículo, o DPVAT exige que o proprietário “corra atrás”, já que não receberá nenhum boleto bancário em casa. O dono precisa acessar o site do DPVAT e seguir o passo-a-passo até conseguir imprimir o boleto. O preço do seguro varia de acordo com o veículo. Motos (valor de R$ 292,01) e ônibus, micro-ônibus e vans de aluguel e aprendizagem (R$ 396,49) podem parcelar o valor em até três vezes. Já os donos de carros de passeio só têm a opção de parcela única para quitar o valor, de R$ 105,65. O mesmo ocorre com quem tem um caminhão (R$ 110,38 de DPVAT). Em caso de dúvidas, o usuário pode ligar para o SAC DPVAT no número 0800 022 12 04.

CLIQUE E SAIBA COMO PAGAR O SEGURO