Por Larissa Mazaloti

 

O feriado desta sexta-feira (02) é uma celebração do Dia de Finados. Data em que amigos e familiares prestam homenagem aos entes queridos que já morreram. Dias antes começa a limpeza de túmulos e a manutenção do cemitério por parte da secretaria municipal de Obras e Urbanismo. Para isso uma programação foi estabelecida e só até ontem (31) foi possível realizar a limpeza e os consertos necessários, mas ainda pode ser realizada pintura. No período que antecedeu o feriado a secretaria municipal deixou à disposição da população, nos fundos do cemitério, areia para colocar nos vasos de flores, e um contêiner para entulhos e lixos.

 

Mas depois da preparação inicia a movimentação para o dia 2, quando são celebradas missas nos cemitérios municipais. No cemitério municipal, no centro da cidade, na rua tenente Camargo tem celebrações às 7h e às 9h, respectivamente sob a responsabilidade das paróquias da Concatedral e São José. As 19h ocorre uma missa na Concatedral Nossa Senhora da Glória.
No cemitério Jardim da Luz que fica ao lado do cemitério municipal do aeroporto a celebração será às 9h.

 

O pároco da Concatedral Nossa Senhora da Glória, de Francisco Beltrão, padre Dilonei Muller explica que o Dia de Finados tem relação direta com a Sexta-feira Santa para os católicos, que é o dia da paixão e morte de Jesus Cristo. “É um dia para contemplarmos a morte de Cristo, a nossa morte e a de nossos entes queridos. Um dia de reflexão e oração”, afirma. Padre Dilonei cita São Paulo ao lembrar que as pessoas são batizadas e sepultadas na morte de Cristo e por isso, ressuscitam com Ele.

 

Ele também diz que é um dia com sentido de esperança. “Quem tira este dia para cultivar o momento com serenidade pode perceber um novo sentido para a vida”, orienta.

 

Ouça a explicação do Padre Dilonei Muller