Uma nova e desta vez intensa incursão polar deve atingir boa parte do Centro-Sul do Brasil nos próximos dias ocasionando em queda expressiva de temperatura.
Antes, conforme for avançando pelo interior do continente, uma área alongada de baixa pressão atmosférica em níveis médios e altos deve trazer chuva e até granizo para áreas do Sul do país.
A anomalia de temperatura mínima e máxima, que até esta quarta-feira (17) esteve até 3°C positiva em parte do Sul, Sudeste e Centro-Oeste pode ser rapidamente revertida no restante do mês de julho para valores muito negativos de diferença com relação à média para o período.
Várias simulações numéricas, dentre elas os modelos mais utilizados pelos centros de pesquisas (ECMWF, GFS e ETA) projetam a condição para precipitação de neve em áreas do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, entre domingo (21) e segunda-feira (22), inclusive com acúmulo em vários pontos. Algumas simulações também chegaram a indicar a remota chance de neve para o sul de São Paulo e a Região Metropolitana de Curitiba, evento este registrado pela última vez em 19 de julho de 1975, ano de uma das mais severas ondas de frio que dizimou as culturas em boa parte do Centro-Sul do país.
A intensidade da forte massa de ar polar será notada já no domingo, onde várias cidades do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso do Sul podem ter temperatura entre 8°C e 12°C, apenas.
Para a tarde de domingo (21), o modelo norte-americano GFS prevê a possibilidade de precipitação de neve e chuva congelada para parte do Rio Grande do Sul, Uruguai e nordeste da Argentina.
Na madrugada de segunda-feira (22), as principais equações mostram a possibilidade de valores negativos de temperatura de até -6°C para a serra catarinense, com possibilidade ainda de neve.
Tanto o modelo GFS quanto o ECMWF e ETA mostram o ar frio muito intenso livremente escoando pelo interior da Região Sul e já atingindo parte do Sudeste, Centro-Oeste e Norte, com a configuração de um novo evento de friagem na Amazônia.
A tarde de segunda-feira (22), pela simulação dos modelos comentados acima, pode ser a mais fria de 2013 em vários municípios brasileiros, com valores entre 0°C e 8°C, apenas, em boa parte do Sul e em áreas de Mato Grosso do Sul e São Paulo.
O ar polar é tão intenso, que cidades das serras gaúcha e catarinense poderão ter temperatura máxima negativa! O modelo GFS chegou a prever temperatura de apenas 6°C para o interior de São Paulo às 15 horas deste dia.