Foi deflagrado na manhã desta terça-feira (12) pela Polícia Federal a operação para apurar fraudes previdenciárias. Foram cumpridos 35 mandados de Busca e Apreensão e 28 mandados de Condução Coercitiva, expedidos pelo Juízo da 1ª Vara Federal em Francisco Beltrão/PR, em escritórios de advocacia e residências de investigados.

+ Polícia Federal deflagra operação para apurar fraudes previdenciárias

A par da operação e por envolver advogados do município, a Ordem dos Advogado do Brasil (OAB) Subseção de Francisco Beltrão imitou Nota Pública na tarde de hoje.

“Todos os fatos investigados restringem-se à apenas três profissionais, dos mais de 830 inscritos na subseção”, destaca um trecho da publicação.

A nota também frisa, “deixando-se muito claro que eventual desvio de conduta de alguns poucos não pode manchar a reputação e idoneidade dos profissionais do direito que fazem com honestidade e dignidade”.

A Operação Pandora investiga fraude na obtenção de benefícios previdenciários deferidos judicialmente. Já a Operação Polegar, investiga fraudes contra a previdência social perpetradas por advogada e sua sócia, ante a suspeita do recebimento, de forma ilícita, de benefícios previdenciários destinados a terceiras pessoas.

 

NOTA: