Os 26 núcleos setoriais da Associação Empresarial de Francisco Beltrão (Acefb) estão em período de férias. No momento estão sendo realizadas apenas atividades de planejamento interno. As reuniões serão retomadas gradativamente – a partir do dia 15 de janeiro. “Os encontros vão ocorrer conforme a agenda dos núcleos. Nesta primeira etapa, cada um deles vai passar por um processo de planejamento estratégico, definindo suas ações”, disse Ronaldo Zanoni, coordenador do Programa Empreender da Acefb. Ronaldo ressalta as parcerias com os poderes públicos e privados como a prefeitura, universidades, Sebrae, Cacispar, CACB e Faciap.

Os núcleos setoriais da Acefb promovem reuniões periódicas entre os participantes. Orientados por um consultor ou consultora capacitada, os empresários discutem problemas e questões pertinentes aos segmentos e ao grupo. Uma vez inseridos nos núcleos, os empreendedores que atuam no mesmo ramo de atividade passam a ser vistos como colegas e não mais como concorrentes.

A iniciativa promove o associativismo e favorece o desenvolvimento das empresas envolvidas por meio de reuniões regulares para troca de experiências, busca de soluções em comum, consultoria individual e em grupo, treinamentos, promoções e participação em feiras e caravanas empresariais. Cada núcleo setorial da Acefb é formado por, no mínimo, sete pessoas.

Mas ainda existe certa resistência entre alguns empresários em participarem dos núcleos setoriais por “receio da concorrência”.  “Ela existe, mas com o objetivo de desenvolver as empresas nucleadas, alcançando resultados positivos. Se você está sozinho, você vai até um ponto, mas com um grupo dá para ir mais longe e todos do mesmo segmento ganham. A concorrência não é local, e sim global, visto que muitos dos empresários dos núcleos vendem seus produtos e serviços pela internet”, explica Ronaldo. “Dentro dos núcleos são passadas estratégias de desenvolvimento, o teu concorrente pode ser o teu parceiro”.

Um exemplo claro de associativismo é quando o cliente procura em uma loja determinado produto, e não encontra. Aí o vendedor, ao invés de dizer a frase “sinto muito”, ou “quem sabe numa outra loja você encontre”, ele resolve a situação. Pega o telefone, liga na empresa “concorrente”, pede o produto e resolve a vida do cliente.

Para participar dos núcleos é preciso estar associado à Acefb. Tanto pessoas físicas quanto jurídicas podem se tornar nucleados.