Novo sistema binário já está funcionando em Francisco Beltrão

por Redação RBJ em 28 de julho de 2015 10:37
por Redação RBJ em 28 de julho de 2015 10:37

Mais um binário começou a funcionar ontem de manhã (27) em Francisco Beltrão, desta vez nas ruas São Paulo e Romeu Lauro Werlang, que passam a ser mão única com sentido inverso. Este é o segundo sistema binário implantado pela Prefeitura desde o ano passado e objetiva melhorar a fluidez do trânsito na área central da cidade.

O prefeito Antonio Cantelmo Neto foi conferir o início da operação do novo sistema, que caracterizou como parte do processo de modernização do trânsito da cidade. “Todas as mudanças que promovemos estão modernizando nosso trânsito. Em virtude do grande aumento na frota de veículos, temos que nos esforçar para criar mecanismos que possibilitem uma melhor distribuição dos fluxos e permitir deslocamentos mais seguros e sem congestionamentos”, afirmou o prefeito.

O vice-prefeito e secretário de Urbanismo, Eduardo Scirea, o diretor do Departamento Beltronense de Trânsito (Debetran), Rudimar Czerniaski, e Silmara Brambilla, da Lahsa – empresa que presta consultoria na área à Prefeitura – também acompanharam o início da operação do novo binário, em ato simbólico na esquina das ruas Romeu Lauro Werlang e Ponta Grossa.

As duas ruas do novo binário foram transformadas em mão única desde a Apucarana – no alto do bairro industrial – até a Florianópolis – marginal ao rio Marrecas. O processo de implantação do sistema iniciou ainda em maio e custou cerca de R$ 800 mil em obras de sinalização e recapeamento e aquisição de semáforos.

Equipamentos mais modernos permitirão onda verde

Nas duas vias do binário a velocidade máxima passa a ser de 40 km/h. No entanto, a Prefeitura pretende fazer com que os veículos mantenham velocidade constante através da chamada onda verde, em que a abertura dos semáforos é sincronizada.

Equipamentos mais modernos estão permitindo a abertura dos semáforos nos tempos estipulados. “Foram adquiridos equipamentos com melhor tecnologia para a chamada temporização de abertura, o que permite a sincronização dos semáforos”, explica Silmara Btrambilla, da Lahsa.

No trecho do novo binário foram instalados oito semáforos e segundo Silmara, somente nos cruzamentos com as ruas Tenente Camargo e Porto Alegre é que o tempo não estará sincronizado, em virtude do grande fluxo de veículos que cruzam o binário por estas duas ruas.

Os comentários para esta matéria estão desabilitados. Caso deseje comentar sobre este conteúdo, fique a vontade em utilizar o botão do Facebook logo no inicio da matéria para compartilhar seus comentários através de seu perfil na rede social.
Compartilhar