Está marcada para amanhã(05) às 17h00, a cerimônia de inauguração oficial da nova estrutura da Vara do Trabalho de Palmas-PR. O evento contará com a presença do presidente do Tribunal Regional do Trabalho do Paraná, desembargador Arnor Lima Neto, e de autoridades políticas, judiciárias e militares, além de representantes da sociedade civil local.Além de Palmas, a jurisdição abrange as cidades de Clevelândia, Coronel Domingos Soares, Honório Serpa e Mangueirinha, atendendo a uma população total de mais de 96 mil habitantes.

Localizada na Avenida Capitão Paulo de Araújo, bairro Santa Cruz, foi construída na área destinada ao futuro Complexo Judiciário do município, que, quando concluído, reunirá também os fóruns Estadual (TJ) e Eleitoral (TRE),  e a sede do Ministério Público na região. A  nova estrutura já se encontra em funcionamento desde o último dia 14 de março e tem garantido mais modernidade, conforto e facilidades aos usuários da Justiça do Trabalho na região, em consonância com as metas do TRT-PR de assegurar uma prestação jurisdicional de qualidade a toda a sociedade.

A unidade judiciária foi construída em um terreno de 2.148,88 m², cedido pela prefeitura de Palmas e tiveram início em janeiro de 2016 com investimento total de R$ 1.427.309,57. A edificação possui 507,11 m² de área construída, e seu projeto utilizou como conceito básico a funcionalidade, com espaços integrados de forma a facilitar os processos de trabalho desenvolvidos e minimizar as áreas de circulação.

O imóvel de pavimento único é composto por dois gabinetes para magistrados, duas salas de audiência, secretaria, sala de conciliação, área de atendimento aos usuários, copa, hall público, arquivo, sala técnica, dependências para terceirizados, sanitários e espaço destinado à instalação de posto bancário.

Pedra fundamental

A pedra fundamental da nova Vara do Trabalho de Palmas foi lançada em 14 de outubro de 2013, pela então presidente do TRT-PR, desembargadora Rosemarie Diedrichs Pimpão. Uma cápsula do tempo, feita de acrílico, foi armazenada em uma caixa de concreto construída no local da obra, para ser aberta no ano de 2023.

O dispositivo contém um resumo da história do município, um exemplar do jornal da região, a planta arquitetônica do edifício a ser construído e uma foto dos 31 desembargadores que integravam a composição do TRT do Paraná na época.