Por Larissa Mazaloti

Nesta terça-feira, 11 de agosto comemora-se entre outras datas, o Dia do Estudante.Em Francisco Beltrão a Ubes (União Beltronense dos Estudantes) já foi a entidade representativa dos estudantes, mas atualmente está desativada. Mesmo assim alguns estudantes, principalmente do Ensino Superior fazem frente a algumas mobilizações na cidade.

Para homenagear os estudantes, o Onda News convidou os acadêmicos Leandro Czerniaski (História – Unipar) e Guilherme Toss (Direito – Cesul) para dizer na Onda Sul FM o que pensam sobre assuntos de interesse da sociedade e o que esperam da eleições deste ano.

Leandro e Guilherme encabeçaram o movimento Caça Fantasmas em Beltrão, que protestou contra os escândalos da Assembléia Legislativa do Paraná. (Leia matéria sobre o ato) 

11 de agosto – Dia do Estudante

(Fonte:www.velhosamigos.com.br)

Foi neste dia, em 1827 que D. Pedro I instituiu no Brasil os dois primeiros cursos de ciências jurídicas e sociais do país: um em São Paulo e o outro em Olinda, que mais tarde foi transferido para Recife. Antes disso, quem queria estudar tinha que ir para Coimbra, em Portugal.

Na capital paulista, o curso acabou sendo acolhido pelo Convento São Francisco, um edifício de taipa construído por volta do século XVII. As primeiras turmas formadas continham apenas 40 alunos. De lá para cá, nove Presidentes da República e outros inúmeros escritores, poetas e artistas já passaram pela escola do Largo São Francisco, incorporada à USP em 1934.

Cem anos depois da criação dos cursos de direito, Celso Gand Ley propôs que a data fosse escolhida para homenagear todos os estudantes. Foi assim que nasceu o Dia do Estudante, em 1927.

OUÇA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA