O último dia do mês de maio foi de muita chuva no Sudoeste do Estado. Em várias cidades o índice pluviométrico foi bem maior que o normal para esse mês. Francisco Beltrão, segundo dados do Simepar, registrou um acumulado de mais de 300 milímetros. Só nas últimas 24 horas choveu 102 milímetros, conforme apurado pela Defesa Civil Municipal.

O excesso de chuva chegou a preocupar moradores ribeirinhos ao Rio Marrecas, visto que há um histórico de alagamentos. Apesar da preocupação, o nível subiu cerca de um metro acima do normal e não chegou a provocar alagamentos. Mesmo assim, a Defesa Civil continua fazendo o monitoramento para evitar problemas, afirmou o coordenador municipal, Subtenente Anselmo Gross. Outro rio que teve o nível elevado, mas sem complicações, foi o Lonqueador, que também corta a cidade.

O único registro de alagamento em Francisco Beltrão foi no bosque do Parque de Exposições Jaime Canett Junior. O problema foi ocasionado pela cheia do córrego Urutago, que corta do parque. Apesar de manifestar preocupação no horário do meio dia, no fim da tarde o nível da água começou a baixar, eliminando a possibilidade de provocar alagamentos de prédios públicos que funcionam no local.

Fotos: Evandro Artuzi/RBJ