Por Luiz Carlos Bittencourt, fonte JB

 

   A 49ª Romaria de Nossa Senhora da Salette, em Rio Elias, interior de Renascença, domingo, 23, mais uma vez reuniu milhares de católicos dos estados do Paraná e Santa Catarina, milhares de veículos e dezenas de ônibus. Dom José Antônio Peruzzo, bispo da Diocese de Palmas-Francisco Beltrão, presidiu a missa campal que teve a participação de milhares de pessoas. Ele pediu que os fiéis se reconciliem com Deus, ao lembrar a aparição de Nossa Senhora – mãe de Jesus Cristo – a duas crianças em Salette, na região dos Alpes, na França, no século 19.

   O bispo conclamou as pessoas que vieram para um dia de oração, reflexão pessoal e comunhão da Eucaristia e que, além dos pedidos pessoais de graças, refletissem sobre o coração (amor) e o recomeço de uma nova vida. “Por mais grave que sejam nossos erros, por mais incomodado que Ele (Deus) esteja com os nossos erros, se Ele usasse esse microfone, diria palavras reconciliadoras e de paz.”
Dom José lembrou, também, de Nossa Senhora, mãe de Jesus, um dos motivos para o encontro. “Nos seus últimos momentos (antes de morrer na cruz), Ele tinha diante de si a sua mãe, em pé”, observou.

   O bispo falou da aparição de Nossa Senhora em Salette, em que ela teria pedido aos católicos que se convertessem e pedissem perdão a Deus pelos pecados. “Ela se expressou em lágrimas; doía ver quanto se faz sofrer diante do afastamento de Deus.”

Um dos integrantes da comissão organizadora, Lauri Andreis disse que a romaria transcorreu em clima de tranquilidade. “Tá tudo em ordem, os romeiros realmente chegam ao santuário, isso nos engrandece e nos fortalece a sempre preparar essas romarias, um lugar de oração, de peregrinação, um lugar de encontro com Deus através de Nossa Senhora”, comentou.

Fonte JB