O município de Chopinzinho promoveu na noite de sexta-feira (12), no Anfiteatro David Rogos Schmitz, a aula inaugural da Universidade da Criança. Em seu terceiro ano, 90 candidatos participam da formação que acontece uma vez ao mês e visa estudar a Lei do Marco Legal da Primeira Infância. O evento contou com a palestra da Deputada Federal e incentivadora do projeto no sudoeste, Leandre Dal Ponte.

Segundo a Secretária de Educação, Cultura e Esporte, Édina Accorsi, “as aulas são mensais, o foco principal é estudar a Lei do Marco Legal da Primeira Infância, aprovada em 2016. Também estamos pensando em desenvolver ações e assistir o documentário sobre o começo da vida, esse vamos trabalhar com a comunidade”.

Para Leandre Dal Ponte, a Universidade da Criança em Chopinzinho é um exemplo de política pública bem-sucedida. Segundo ela, o programa foi idealizado para que as pessoas pudessem ter mais conhecimento sobre evidências científicas que apontam para a importância do desenvolvimento infantil nos primeiros anos de vida dos seres humanos. “Tenho muita esperança que a metodologia do programa Universidade da Criança aqui de Chopinzinho será referência para o Brasil. Por isso, quero agradecer a confiança da Administração Municipal e o empenho de todos os setores envolvidos no projeto. E, principalmente, de toda a sociedade”, agradeceu a deputada.

Ela lembrou que, há poucos dias, uma representante da Organização Mundial da Saúde (OMS) esteve na região Sudoeste do Paraná para conhecer as ações da Universidade da Criança. “Chopinzinho instituiu o índice de desenvolvimento educacional do município. Percebemos que já houve uma variação positiva neste indicador. São coisas que trazem uma experiência única e que tem servido de inspiração para outros municípios. Sei que o trabalho aqui está apenas começando. Mas fico, extremamente, satisfeita com os resultados que já conseguimos”, observou Leandre.

Pensar no amanhã, mas capacitar às pessoas no presente. Para o prefeito Álvaro Scolaro, “investir nos primeiros mil dias  da criança é investir em saúde, educação e principalmente na família chopinzinhense. O município abraçou esse projeto em 2017 e agora já percebemos o quanto ele cresceu. As pessoas estão procurando para participar, se envolver e adquirir conhecimento sobre os cuidados com as nossas crianças. Cabe ao poder público mobilizar cada vez mais pessoas, dando o suporte necessário para seu desenvolvimento”.

Para 2019 uma novidade nas nos CMEIS (Centro Municipal de Educação Infantil) e escolas do município, cada uma terá que desenvolver atividade relacionada à Universidade da Criança. “Alguns já desenvolveram no ano passado, exemplo da Escola Tancredo Neves que realizou o dia de brincar, onde os pais e alunos confeccionaram brinquedos. Esse é o momento aonde os pais vão à escola e tem essa interação de brincar com os filhos. Esse ano todas as escolas terão esse foco, para que haja essa aproximação com a família”, destaca Édina.