• Compartilhe no Facebook

Elia Luzia Tissiani, de 69 anos estava desaparecida há 13 dias. Foto: Divulgação Polícia Civil

O corpo de uma mulher foi encontrado no final da manhã desta segunda-feira (19) em um matagal as margens da BR-163, próximo da comunidade de Marmelândia, em Realeza, no Sudoeste do Estado. Moradores acionaram a Polícia Rodoviária Federal, que manteve o local isolado para perícia da Criminalística.

O corpo, já em avançado estado de decomposição, estava suspenso em uma árvore. No local foi encontrada uma sacola de papel com documentos pessoais, pertences e um aparelho celular, de propriedade de Elia Luzia Tissiani, de 69 anos. A mulher, que morava em Realeza, estava desaparecida há 13 dias.

Apesar dos documentos e de familiares terem reconhecido as roupas, a identificação oficial será somente com exame de DNA. O corpo foi recolhido ao IML de Francisco Beltrão.

A Polícia Civil de Realeza, que vinha investigando o desaparecimento, tenta apurar se Elia cometeu suicídio ou se foi assassinada.

Fotos: Douglas Kichel – Rádio Clube AM