O Movimento Palmas Desenvolvida(MPD) realizou na última terça-feira(05) a sua última reunião deste ano. Além da avaliação anual , foram definidas ações já para o início de 2018, como nova coordenação geral e um seminário de desenvolvimento.

Conforme a Coordenadora Geral, Drª Ivania Marini Piton,  foi deliberado que será  encaminhado aos agentes públicos do município o Plano Estratégico de Desenvolvimento construído pelo Movimento com o suporte da Gerência de Economia, Fomento e Desenvolvimento da Federação das Indústrias do Paraná (FIEP).

federais
  • Compartilhe no Facebook

Além disso, nos próximos os deputados estaduais e federais, que assinaram a Carta de Palmas em 2014, serão lembrados e motivados à  prestação de contas de suas ações em torno das reivindicações da sociedade. Argumentou a coordenadora que mesmo com a crise política institucionalizada, o Movimento não deixará de cobrar os deputados. “Não os isentaremos dos compromissos com Palmas. No ano que vem eles virão pedir novamente pedir o voto. O  nosso papel é observar e cobrar cumprimento da Carta de Palmas”, disse a Coordenadora. Compromissos estabelecidos na Carta de Palmas

Outro assunto discutido nesta semana foi a escolha de nomes para assumir a coordenação do Movimento  no próximo ano. A atual coordenadora foi designada pelo governo federal para a Direção Geral do Campos Avançado do Instituto Federal Catarinense(IFC), em Abelardo Luz. “ Ficamos muito tempo longe de Palmas e não temos tido tempo para nos dedicar ao Movimento”, justificou Dra. Ivania

Além da questão interna, ficou definido que estará sendo realizado em 2018 um  Seminário  de Desenvolvimento Regional, com foco nas potencialidades de Palmas.

PLANO ESTRATÉGICO DE PALMAS – Constam ações de curto, médio e longo prazos previstos para os próximos 15 anos. As grandes áreas de intervenção são a Educação, Desenvolvimento Urbano, Emprego/Renda e Saúde. O trabalho de apontamento das demandas foi realizado por representantes das 36 entidades da sociedade civil e poder público palmense que se reuniram em grupos temáticOs, a partir de seminários, oficinas e plenárias durante o ano de 2015.

O objetivo principal é estabelecer um processo contínuo de ações para que o município, até 2030, esteja numa condição econômica e social de Alto Desenvolvimento melhorando suas condições de qualidade vida e elevando seus indicadores que hoje o colocam numa escala de moderado desenvolvimento. O Plano está organização a partir da Missão e Visão do Movimento; Metodologias e Ferramentas; Reivindicações e Demandas; Estrutura e Governança; Linhas e Diretrizes; Eixos Estratégicos