A Promotoria de Justiça de Palmas, sul do Paraná, expediu Recomendação ao prefeito para que sejam adotadas medidas para impedir a prática de nepotismo na administração do município. A contratação de funcionários nesta condição foi denunciada ao Ministério Público, que solicitou as informações ao executivo, confirmando o fato.

Informações preliminares dão conta de que há o enquadramento de pelo menos 50 funcionários contratados na atual gestão. A recomendação é de que sejam exonerados sob pena de o MP ingressar com uma Ação Civil Pública.

Conforme informações do Departamento Jurídico da Prefeitura, ao Portal RBJ, o prefeito João de Oliveira, ao tomar conhecimento da recomendação e acatá-la, já determinou uma série de procedimentos para resolver o problema. Nos próximos dias deverão ocorrer as exonerações dos envolvidos.

NEPOTISMO

O nepotismo na administração pública é contratação de parentes de membros do Poder Público para empregos temporários, cargos comissionados ou colocados em função gratificada apenas por causa de laço familiar ou afetivo como cônjuges, companheiros ou parentes até o terceiro grau em linha reta ou colateral de prefeito, vice-prefeito, secretários municipais, chefe de gabinete, procurador-geral do município, vereadores ou de cargos de direção, chefia ou de assessoramento.