por Ivan Cezar Fochzato

 

A Promotoria de Justiça do Meio Ambiente instaurou Inquérito Civil, como procedimento investigatório, com objetivo adotar medidas para repressão da prática de poluição sonora no município de Palmas, Paraná.Conforme o promotor, Márcio Berclaz, é necessário que as eventuais reclamações da população sejam encaminhadas pessoalmente ao Ministério Público, localizado no 4º andar do prédio do CPEA, no centro da cidade,  ou através e email [email protected], com a descrição e informações relativas à poluição sonora.

 

A promotoria instrui que podem ser denunciadas e descritos fatos relaciondos  a  carros de som, alarmes, locais e empresas onde costumeiramente se verifica excesso de barulho. Até mesmo pessoas físicas que frequentemente praticam a utilização de equipamentos sonoros em volume excessivo podem ter seus nomes encaminhados ao conhecimento do Ministério Público.