O Ministério Público da Comarca de Palmas, sul do Paraná, está engajado na mobilização internacional de combate à corrupção em desenvolvimento em 21 países. desde o mês de maio deste ano. #Corrupção, Não! tem o envolvimento do Ministério Público Federal e Estaduais, a partir da Associação Ibero-Americana de Ministérios Públicos.

CONHEÇA MAIS

Conforme o promotor de justiça, Juliano Marcondes Paganini, o foco da iniciativa são os jovens entre 16 e 33 anos pela maior conexão destes com as redes sociais na internet, atuando como mobilizadores da causa. Informou que recentes pesquisas apontam que os jovens são os mais incomodados com a corrupção que atinge vários níveis da sociedade. Estimativas dão conta de que a cada ano pelo menos 1 trilhão de dólares são gastos em subornos e outros 2,6 trilhões desviados.

Salientou que  o objetivo da campanha, além de mostrar o que o Ministério Público vem fazendo para responsabilizar os corruptos, é eliminar as práticas de pequenas corrupções que ocorrem no cotidiano, como por exemplo, furar fila, tentar subornar o guarda de trânsito, sonegar impostos, não pagar TV por assinatura através da chamada “Sky Gato”, dentre outras práticas que repercutem negativamente para o ordenamento da sociedade, criando uma falsa concepção de que não praticar pequenos, médios ou grandes subornos é uma situação normal.

Explicou que o cidadão que comete esses atos se tiver a oportunidade é um potencial agente de corrupção em situações que envolvem milhões de reais de recursos públicos. Defendeu de que além de medidas de punição aos escândalos de corrupção com o dinheiro público, é necessário eliminar as fraudes do cotidiano dos brasileiros, que há 500 anos vem se utilizando do chamado “jeitinho” para atender seus interesses particulares em detrimento do interesse coletivo.

ASSISTA ENTREVISTA