Ocorreu na noite desta terça-feira (30) a troca da Coordenação Geral do Movimento Palmas Desenvolvida (MPD). A organização da sociedade civil  foi criada em 08 de abril de 2014 com a união de vários segmentos com objetivo de desencadear processos permanentes de debate, planejamento e ações de curto, médio e longo prazo tendo em vista o crescimento econômico e desenvolvimento social do município.Após três anos na condução da organização, Ademilson Mensor, passou a função para Drª Ivania Marini Piton.

a326bb3c-2441-46c3-ac18-fba221054ab0
  • Compartilhe no Facebook

Há três anos na coordenação, Mensor repassou documentos da entidade à Drª Ivânia M. Piton.

Conforme Mensor a mudança na coordenação geral já vinha sendo discutida desde o final do ano passado, mas permaneceu até agora a pedido do próprio movimento. Disse estar consciente que é necessário uma alternância nos agentes de condução  do movimento e, assim como a democracia exige mudança de governantes para funcionar bem, também isso deve ocorrer com as organizações e entidades. “A liderança que fica muito tempo e se apossa do espaço, passa de positiva pra negativa”, justificou.

A nova coordenadora disse que assume após ter sido desenvolvimento um trabalho bastante importante estabelecendo um caminho em busca das conquistas. “Com o trabalho feito até aqui será possível dar os próximos passos”, destacou. Projetou que, com a equipe de coordenação e os integrantes dos Eixos de trabalhos( Saúde, Educação, Desenvolvimento Urbano,  Emprego e Renda) e amparados pela experiência e trabalho já realizado pela equipe anterior, pretende-se a transformação do movimento em um Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social. “Isso será discutido com as mais de 30 entidades, poderes executivo e legislativo do município, a partir termos jurídicos, para que tenha uma intervenção maior na realidade local”, disse ela.

Ao fazer uma avaliação, Mensor disse que nestes três anos muitas coisas avançaram, reconhecendo que poderia ter feito mais. Destacou que a principal conquista foi movimentar as entidades, os sonhos e os projetos de uma Palmas melhor. Citou algumas ações importantes como a Carta de Palmas, o Pacto pelo Desenvolvimento e o Plano Estratégico de Desenvolvimento, documentos entregues na noite de ontem à nova coordenação.

Finalizou agradecendo o empenho e doação de todos em favor da causa e desejou sucesso para a nova coordenação afim de que possam juntar todas as forças para que Palmas chegue em 2030 com alto índice de desenvolvimento, gerando oportunidades e qualidade de vida a toda a população. “Palmas é aquilo que a gente deseja e faz”, disse ele.