Momento em que a sentença foi proferida. Foto: Evandro Artuzi
  • Compartilhe no Facebook

Momento em que a sentença foi proferida. Foto: Evandro Artuzi

Dirceu Luciano, 44 anos, acusado de provocar a morte de duas pessoas e deixar outras 9 feridas, 4 em estado grave, em um acidente de trânsito registrado no dia 21 de maio de 2005 no Bairro da Cango, durante uma procissão em honra a Nossa Senhora de Fátima, foi julgado nesta quinta-feira (21) no Fórum da Comarca de Francisco Beltrão. Na época, ele dirigia um Passat e atropelou os fiéis no cruzamento nas ruas Santo Onofre e Senador  Vergueiro, após ter avançado o semáforo com sinal amarelo.

Detido, ele se recusou a fazer o teste do bafômetro, mas através de exames clínicos ficou comprovado que dirigia embriagado, mesmo assim pagou fiança e respondeu o processo em liberdade. O julgamento começou as 09 horas e foi encerrado às 19 horas. Dirceu foi condenado pelos crimes de homicídio simples e lesão corporal grave. A sentença foi de 11 anos, 7 meses e 15 dias de reclusão em regime fechado.

O julgamento foi presidido pelo Juiz de Direito Paulo Roberto Gonçalves de Camargo Filho, tendo na acusação a promotora Mabiane Czarnobai Message e na defesa do réu, o advogado Mauricio Ghettino. Foram ouvidas no decorrer do júri 7 testemunhas de acusação e 3 de defesa.

O advogado  adiantou que vai recorrer da sentença no prazo estabelecido de 5 dias, a contar a partir desta sexta-feira (22). Enquanto isso, o réu permanece em liberdade pelo fato de ter cumprido com todas as obrigações legais enquanto aguardava julgamento. Familiares as vítimas mortas Maria Raquel de Souza e Valmire João Marchiori e dos feridos acompanharam o julgamento, que ocorreu sem qualquer alteração.

Ouça no link abaixo, reportagem completa:

Fotos: Arquivo TV Sudoeste