Um motorista de transporte escolar de General Carneiro, no Sul do Paraná, foi acusado de violência sexual contra um menino de 13 anos. O fato ocorreu na presença dos demais menores que utilizavam o serviço terceirizado pelo município, no último dia 15 de agosto, no trajeto entre duas comunidades do interior. O ato, registrado através de vídeo, chegou ao conhecimento do Ministério Público da Comarca de União da Vitória, através de um vereador que recebeu o material via rede social e o encaminhou às autoridades.

Ao repórter Cristiano Ferreira do Canal 4 TV, o promotor, Julio Ribeiro, salientou que o caso foi encaminhado ao Projeto Confiar da Vara da Infância e Juventude para que a vítima relate detalhadamente o que vivenciou no interior do coletivo e em outras eventuais situações. Salientou que cabe aos que prestam o serviço público zelar pelos usuários e a atividade deve ser exercida por pessoas qualificadas e habilitadas cabendo ao município fiscalizar as referências, inclusive, o estado dos veículos que operam o sistema de transporte escolar.

Em relação ao acusado, o Promotor salienta que o mesmo deverá responder pelos danos ocasionados pela sua conduta. “Toda e qualquer violação de crianças e adolescentes, principalmente a que atinge a dignidade sexual, gera uma repercussão criminal”, destaca o promotor. A Secretaria de Educação informou  foi afastado de suas funções e que o caso veio somente agora à tona, pois a vítima estava com medo de relatar o fato aos familiares.