por Ivan Cezar Fochzato/Alencar Pereira

 

O Índice Mortalidade Infantil em Palmas, Paraná, voltou à casa dos dois dígitos, com um aumentou 33.5% em 2011 em relação a 2010. O índice saltou de 8.4 óbitos por mil nascimentos para 11.21 em 2011. Os dados foram divulgados pela Coordenação do Sistema de Informação de Mortalidade e Nascidos Vivos, da 7º Regional de Saúde, de Pato Branco.

 

Conforme a coordenadora,  Leide Pundrich, os dados são preliminares e  explicou que  em 2011, nasceram  803 crianças em Palmas, sendo que nove morreram antes de completar um ano. Em 2010    foram  sete   óbitos  para 833 nascimentos. Apesar de ter sido registrado um aumento, o índice em Palmas está bem abaixo do nacional, que é de 21,17 mortes por 1.000 nascimentos, e fica próximo do  Estado do Paraná, que  é de 12 óbitos por mil nascidos.

 

A coordenadora salientou que  a meta da 7º Regional de Saúde é de  índices nos quinze municípios  sempre  o menor possível, na casa de um dígito. “Um índice na cada de dois dígitos já deve refletir uma preocupação ainda maior, no sentido de diminuí-lo, através de várias ações”, considerou.

 

MORTALIDADE INFANTIL EM PALMAS

1989 – 40,68
1990 – 38,50
1994 – 33,86
1998 – 32,50
2002 – 36,62
2005 –  19.87
2006 –  16,41
2010 –    8.40
2011 – 11.21